QUINTAL PRODUTIVO

O meio ambiente não está apenas naqueles rincões do Brasil onde encontramos uma beleza cênica inigualável. Onde a biodiversidade reina e o curso natural da vida segue sem interferências direta. Há um outro reino animal e vegetal que estão muito próximos de nossas vidas, e que temos influência direta e indireta. 

O quintal, área das residências onde as famílias têm momentos de relaxamento, de contemplação de belezas raras como o revoar de um beija-flor, o trabalho conjunto das formigas numa correição, dentre outros.

Esta área que fica na lateral, na parte de traz ou mesmo na parte superior de residências, é um local de grandes riquezas. 

Os Quintais Produtivos fazem parte da composição da paisagem de uma pequena área baseada na produção familiar. No quintal da casa a família planta e cultiva plantas alimentícias, frutíferas, ornamentais, leguminosas e medicinais. 

Para algumas famílias, é no quintal que está grande parte dos alimentos para o consumo do dia-a-dia é nesse espaço que os membros da família desempenham suas atividades destacando a importante presença e participação de todos como colaboradores na composição da diversidade de plantas e espécies que compõem essa paisagem. 

É próximo à casa que o solo tem melhor fertilidade, pois recebe todo o material orgânico que é proveniente das sobras de alimentos e também pela ciclagem de nutrientes das folhas de árvores que se decompõem logo se pode dizer que a produção dos Quintais Produtivos é uma produção que segue os princípios da produção agroecológica.

É comum grupos familiares se envolverem na produção dos quintais produtivos. Assim, é importante definir um cronograma com atribuições e atividades a serem realizadas antes, durante e depois de cada etapa. Os mutirões para coleta de materiais, limpeza da área e construção dos espaços destinados aos animais, canteiros, viveiros de mudas e compostagem são fundamentais, pois são as primeiras atividades práticas a serem executadas quando se decide melhorar ou implantar um quintal produtivo. É importante também priorizar o uso de matéria-prima disponível na própria localidade, como palha de palmeiras, estacas, palha de arroz para a cama das aves e restos do plantio para a alimentação dos animais. Essa estratégia reduz custos e, ambientalmente, é mais sustentável. 

O viveiro de mudas deve ser adequado à capacidade de produção e ao espaço disponível no quintal. Não deve ficar a pleno sol, chuva ou exposto a muito vento. Se quiser utilizar o sombrite, melhor que seja instalado bem alto para evitar o calor demasiado. 
Os espaços de cria dos animais, devem ser separados por cercas ou telas dos espaços dos canteiros, cobertos de preferência com palha, pois é mais viável financeiramente e promove o conforto necessário aos animais. Esses espaços devem ser construídos levando-se em consideração o tipo e a quantidade de animais.

Para os canteiros, esta é uma etapa importante, pois o desenho do seu quintal e a capacidade de produção de cada família é que vão definir quantos e quais tipos de canteiros são possíveis implantar. Pode-se também fazer uso de materiais reutilizados, como bacias, baldes, pneus e garrafas PET. 

Na hora de plantar, é importante trabalhar com várias possibilidades de espécies frutíferas, arbóreas, hortaliças e medicinais. Além de garantir alimento para a família o ano todo, essa diversidade de espécies pode ser importante no controle de pragas e doenças. Algumas plantas devem ser cultivadas inicialmente em sementeiras. Outras podem ser cultivadas direto no canteiro definitivo, isto serve para a maioria das frutíferas.

A compostagem, além de ser feita utilizando materiais disponíveis nos arredores da casa também ajuda a promover a boa nutrição do solo e, consequentemente, dos cultivos, pois é rica em substâncias necessárias à nutrição mineral das plantas. O local onde será produzida a compostagem deve ser plano para evitar encharcamento, não pode usar resto de alimento da cozinha, pois propicia a proliferação de insetos e roedores. Mas o que é preciso para se fazer uma compostagem? Separe por pilhas: restos de vegetação seca, verdes, restos de hortaliças, cascas (se tiver), cinza, esterco (fresco é melhor pois irá promover o processo de fermentação dos materiais), água e uma barra de ferro para monitorar a temperatura. Uma observação importante é que os materiais, como restos de vegetação verde e seca sejam cortados em pedaços menores para que a decomposição ocorra por igual. 

Uma das coisas mais importantes no cultivo dos quintais é não utilizar veneno ou agrotóxico. Como geralmente os quintais ficam muito perto das casas, o uso de veneno é muito perigoso para as pessoas, para as fontes de água, bem como para os animais ao redor da residência. Portanto, recomenda-se: ▶️▶️ Fazer rotação de cultura, pois isso ajuda a equilibrar a fertilidade do solo e a reduzir pragas, doenças e ervas espontâneas; ▶️▶️ Utilizar plantas repelentes de insetos nos canteiros, entre as fileiras ou nas bordas dos canteiros, como cravo de defunto, urtiga, hortelã e mamona. Que tal relaxar produzindo alimentos orgânico? [email protected]